SEO + Usabilidade = Conversão²

28 Nov

Sempre vi o trabalho de SEO como uma arte marcial, onde temos um processo de aprendizagem e ação continua, nunca está completo, e mesmo um mestre pode progredir ainda, seja usando uma nova abordagem ou utilizando um novo método aprendido. A otimização de um site é uma tarefa que nunca termina, existem vários ciclos, porém um SEO de qualidade nunca iniciará realmente sem a atenção cuidadosa dos profissionais de arquitetura de informação, projetista de UX e usabilidade.

Boa parte sobre onde vai ficar cada conteúdo é pré-determinado pelas decisões que são tomadas em wireframes e nas discussões que ocorrem sobre como estilizar e gerenciar o conteúdo, são tomadas por esses profissionais.
Quando o usuário entra no site e não consegue efetuar uma operação, você pode gerar no usuário um sentimento de frustração. Frustração é expectativa não cumprida. Em um website a frustração pode ser crescente e piora com: não encontrar o que se deseja, não entender onde se está, não saber para o que serve o site, problemas técnicos, se deparar com palavras que não fazem parte do seu vocabulário, entre outros “tropeços”.

O que pode garantir a satisfação? Oferecer o que o usuário precisa para alcançar seus objetivos (seja funcionalidade ou conteúdo), fornecer feedbacks oportunos das ações realizadas, fluidez, boas mensagens de erro, etc.

Em um mundo perfeito, uma equipe de SEO iria trabalhar junto com um profissional de arquitetura da informação, um projetista de UX e um profissional de usabilidade, mas sabemos que nem sempre isso é possível. Então temos que adaptar isso conforme a nossa realidade. Se você tem ao lado esses profissionais, ótimo nunca saia de perto deles, é essencial que participe de todo processo de construção de um site, agora, caso não tenha nenhum deles por perto, calma, você não está sozinho nessa, tem vários profissionais como você nessa situação.
Mas mesmo você não tendo esses profissionais por perto, é possível fazer muitas coisas para minimizar os problemas de usabilidade do seu site. Ok, então como tentar minimizar isso? Sim tem, porém em um único post você não vai sair daqui um mestre em usabilidade, mas já vai poder pensar um pouco em algumas situações básicas e como ajudar o usuário do seu site nelas, em apenas 5 perguntas:

1) O que o usuário vê é realmente relevante pra ele?
Pense qual o caminho que o usuário seguirá para completar a tarefa? Esquematize isso com detalhes.

2) Onde o usuário provavelmente vai precisar de ajuda pelo caminho? como ele obterá essa ajuda?
Oferecer pontos de ajuda ao usuário ao longo do site, principalmente quando se tratar de um e-commerce.

3) sua interface é padronizada?
Não há necessidade de ser criativo com botões, você deve ter botões que se parecem com botões, e caixa de seleção que se parece com uma caixa de seleção. Além disso se deve usar os botões e ícones nos contextos certos, uma lupa pode ser somente uma lupa, mas se ela estiver ao lado de uma caixa de texto ela transforma essa caixa de texto em uma caixa de pesquisa.

4) Você usa call-to action eficazes?
A resposta é simples, se você quer que o usuário clique sobre um botão, não existe motivo para esconder esse botão do usuário, você deve fazer os botões se destacarem na sua interface.

5) O usuário tem feedback ao interagir no seu site?
Nada pior do que não saber se um clique foi dado ou não, dar um feedback visual ao interagir de um usuário, bem como o progresso.

Mesmo depois do site no ar você deve sempre fazer reavaliações, observar o uso real que os usuários dão ao site e, a partir daí, aprimorá-lo. Assim como SEO, o trabalho de usabilidade não tem fim, sempre é possível melhorar alguma coisa. Afinal, a regra é simples: SEO + usabilidade = conversão², porque além do usuário conseguir efetuar corretamente qualquer ação no site, ele vai voltar sempre.

 

Núbia Souza é Analista de SEO, com foco em usabilidade e arquitetura de informação. Siga a Núbia no Twitter: @nubiasouza e acesse o blog dela: www.nubiasouza.com.br



10 Comentários to “SEO + Usabilidade = Conversão²”

  1. Ana Martins November 28, 2011 at 9:48 am #

    Núbia, excelente texto!
    Eu adoro essa coisa de SEO e usabilidade andarem de mãos dadas pela vida. Aprendi usabilidade primeiro que SEO, e é tão bonito isso das coisas se complementarem!
    Se eu pudesse escolher UMA dica dessas suas para ser a mais importante, com certeza seria a 3. Botão tem que ter cara de botão, link tem que ter cara de link, menu tem que ter cara de menu. Com isso aplicado, as coisas ficam muito mais fáceis.

  2. Eduardo November 28, 2011 at 9:52 am #

    Muito bom esse post..
    Eu trabalho como freelancer e nem sempre posso contratar alguém pra fazer a usabilidade do site do meu cliente, na verdade quase nunca posso, mas acho que se seguir essas dicas e pesquisar um pouco sobre usabilidade já consegue melhorar um pouco.
    Você indica algum livro ou site pra aprofundar mais em usabilidade?

    • Núbia Souza November 28, 2011 at 10:18 am #

      Eu já passei por isso várias vezes, mas eu tive sorte que a minha formação ajudou nisso, antes de alguém começar a falar sobre SEO, já se falava sobre usabilidade no meu curso. Mas nem tudo está perdido, Existem livros muito bons, podendo citar o clássio “não me faça pensar” do Steve Krug, tem outro dele que se chama “Simplificando coisas que parecem complicadas” que também é muito bom. O “Design para a Internet: Projetando a Experiência Perfeita” do Felipe Memória também é uma boa pedida pois ele retrata bem o mercado brasileiro. Outro livro que te faz pensar em várias possibilidade é o “Leis da simplicidade” do John Maeda. Ufa! Mas depois dessa overdose, procure também livros do Jackob Nielsen ou Jeffrey Zeldman são sempre uma boa pedida.E no final Teste tudo quantas vezes você puder. =D

  3. Fábio Assis November 28, 2011 at 9:53 am #

    Bacana sua abordagem sobre design, arquitetura, usabilidade e o principal conversão! Antigamente eu não tinha essa visão, depois perder muito tempo atrás de informações e eu consegui enxerga a realidade descobri que no SEO você precisa de uma visão ampla do negócio. A final estamos falando de otimização de sites…

    😉

    Ótima matéria Núbia!

  4. netto November 28, 2011 at 8:23 pm #

    Parabéns, Núbia, pelo excelente artigo…
    O blog está excelente, parabéns meninas!
    Falando em meninas… não tinha nenhuma feia pra colocar no quadro? hehehehe

  5. Douglas Baldan November 29, 2011 at 10:21 am #

    Ótimo artigo.
    Não adianta muita coisa o site ser bonito, ter uma boa estratégia…se ele não vende.

    Acho que cada caso é um caso separado. Existem sites que precisam ser mais bonitos do que outra coisa (como portfolios) e existem sites que precisam ser mais vendedores.

    Infelizmente tem-se a cultura, ainda, que o SEO é algo supérfulo. Eu lembro de ter ouvido que “estar em primeiro no google (e o site estava, para as keywords que usavamos) não é importante. O que importa é vender”.

    Concordo que vender é importante, mas se ninguém acha o seu site ou se não consegue realizar a compra…foi um tiro no pé :)

  6. helen lagares November 29, 2011 at 10:39 am #

    Ei nubia! Muito bacana o post!

    Ano passado na minha especializacao tive uma cadeira sobre design centrado no usuario e voce confirmou tudo o que vi por la!!!

    Muito interessante essa visao de Usabilidade e SEO andarem juntos!

    Parabens

  7. Hugo November 30, 2011 at 9:43 am #

    Bem bolado ! Parabéns !!

Trackbacks and Pingbacks

  1. Como um SEO pode fazer testes de usabilidade e tirar proveito disso | Velame Cursos - January 2, 2012

    […] Coisas que Parecem Complicadas do Steve Krug, já citado no SEO de Saia pela Núbia nos comentários do Post de Conversão, Usabilidade e SEO. O texto é bem leve, vale a pena […]

  2. Velame Cursos - August 1, 2012

    […] Coisas que Parecem Complicadas do Steve Krug, já citado no SEO de Saia pela Núbia nos comentários do Post de Conversão, Usabilidade e SEO. O texto é bem leve, vale a pena […]

Deixe um comentário