Como fazer um Relatório de Link Building

25 Mar

Relatar o trabalho de link building não é simples, principalmente quando o objetivo é apresentá-lo para quem não entende tão bem do assunto. Por esse motivo esse post trata sobre como e quais informações são importantes em um relatório do tipo.

É válido categorizar cada seção de um relatório de lkb. Desse modo fica mais fácil a compreensão e visualização dos dados fornecidos. Por esse motivo, vou pontuar cada item seguindo a lógica dos grupos específicos.


Categoria Link

Trata-se da categoria mais importante do relatório, pois envolve os principais pontos do trabalho de link building e garante a compreensão básica das atividades desenvolvidas caso o cliente ou responsável pelo trabalho com link building (neste post essa função será sempre chamada de cliente) tenha pouco tempo para análise completa do relatório.

Nesta Categoria estão presentes a url da página específica com o link e home, anchor text, url trabalhada e data de inserção do link.

Url da home: apenas para introdução do site utilizado. Dessa forma é possível conhecer de modo geral o objetivo do site, caso seja de interesse do cliente;

Url específica da página com o link: facilita a localização do link feito e reconhecimento do território onde a url trabalhada foi exposta;

Anchor text: o principal ponto do relatório mostra qual termo foi trabalhado naquela página e como foi associado ao texto que o acompanha;

Url trabalhada: modo de acompanhar se o termo foi associado à url apropriada;

Data de inserção do link: para acompanhamento de período de produção dos links.

 

 

 

 

 

 

 

 


Categoria Qualidade

Nessa seção a intenção é a de qualificar o site e página onde a url trabalhada foi inserida. Fazer link building em páginas de baixa qualidade é o mesmo que permitir que pessoas de baixa reputação falem a seu respeito: mesmo dizendo coisas boas, é como se nada tivesse sido mencionado, ou seja, sites de baixa qualidade passam pouco juice, então é melhor evitá-los.

O que qualifica um link pode variar de acordo com o ponto de vista de cada analista de link building. Abaixo algumas métricas que podem ser inseridas em seu relatório:

Page Authority: autoridade da página de acordo com análise do SEOMoz;

Domain Authority: relevância do domínio de acordo com análise do SEOMoz;

Page Rank da Home: indicativo de relevância da home de acordo com o Google;

Page Rank da Página com o Link: mostra a relevância da página de acordo com análise do Google. Apenas lembrando que páginas novas em redes sociais, por exemplo, sempre terão PR inicial = 0, portanto, portanto, vale a pena explicar este ponto a seu cliente antes que ele questione;

Links para Domínio: indica a quantidade de links que apontam para o domínio de seu cliente;

Subdomínios com Links: mostra a quantidade de domínios contendo pelo menos um link para esta página ou domínio;

Alexa Ranking: baseado em estimativa de tráfego, mostra a posição do site trabalhado em relação a todos os outros na Web.

 

 

 

 

 

 

 

 

Este é apenas um exemplo de métricas que podem ser colhidas, se tiver outras opções, fique à vontade em dizer que insiro aqui. =)


Categoria Tipo

Revela dois pontos importantes para o conhecimento do site trabalhado:

No follow / Do follow / Redirect: mostram se o link passa juice ou não;

Info do tipo de site: pode ser diretório, social news ou site de artigos, por exemplo.

 

 

 

 

Obs: usada para adicionar informações que não constam no padrão do relatório.


Dicas

Alguns detalhes que não foram mencionados anteriormente valem a pena ser citados:

– Salve links aprovados e links em espera em abas diferentes: além de facilitar a localização do que já está no ar, facilita o acompanhamento do que será aprovado depois;

– Crie uma aba de “resumos” e insira a evolução semanal/mensal da quantidade de links feitos;

– Seja bastante limpo e organizado: a intenção é o cliente entender suas informações e não se assustar com elas.

Pesquise outros modelos de relatórios de link building, assim você consegue chegar a um modelo ideal para suas necessidades.

Recomendo os artigos abaixo; são 2 pontos de vista diferentes e que podem lhe ajudar:

Este formato de relatório é utilizado pela Enlink, o que varia são as métricas coletadas, que como eu disse antes, são selecionadas de acordo com o ponto de vista do analista de link building e em alguns casos, formatadas conforme exigência do cliente.

Para quem quiser, segue modelo apresentado no post para download -> Modelo de Relatório de Link Building

Dúvidas ou sugestões: deixe um comentário =)
Até mais!

 



24 Comentários to “Como fazer um Relatório de Link Building”

  1. Ree March 25, 2011 at 11:40 am #

    disponibiliza uma planilha ai para agente?!

    • Carol Ramalho March 25, 2011 at 12:03 pm #

      Oioi, disponibilizo sim 😉 te mando por email!

      • Marcelo_thomaz March 25, 2011 at 12:37 pm #

        #GosteidoPost

        Só como sugestão talvez para uma próxima matéria, poderia passa as principais ferramentas de detecção de Link Building.

        Ah! também quero!!!!!! Se puder (que palavra feia) também quero a planilha exemplo.

        []’s

        • Carol Ramalho March 25, 2011 at 12:53 pm #

          Oi Marcelo, que bom que gostou =)

          Sobre um post sobre as principais ferramentas para Link Building, deve rolar logo aqui no blog. Várias meninas gostam do tema, então logo uma de nós deve escrever sobre o assunto :)

          Coloquei o modelo de relatório para download no post, pega lá 😉

      • marcel September 29, 2011 at 3:27 pm #

        se puder mandar p/ meu e-mail tb, a planilha, agradeço mto!vlw!!

  2. Adriane Bordin March 25, 2011 at 1:03 pm #

    Adorei, Carol! Parabéns! (Não entendi 100% porque sou leiga, mas pelo que eu entendi, tá ótimo!)

  3. Renata Tibiriçá March 25, 2011 at 1:22 pm #

    Oi Carol! Adorei o post!

    Uma dúvida: nos relatórios gerais que fazem, vcs costumam colocar tráfego/conversões que esses links conquistados geraram?

    Acho que fica mais fácil pro cliente entender o propósito do trabalho.

    😉

    • Carol Ramalho March 25, 2011 at 1:30 pm #

      Oi Rê, fico feliz que tenha gostado =)

      Na Enlink nós temos como padrão 2 tipos de relatório, o semanal e mensal: no primeiro inserimos dados básicos e que informam sobre a rotina do link building; no segundo damos mais ênfase à dados como os que você apontou.

      Nós optamos por trabalhar dessa maneira porque dentro da correria do dia a dia nem sempre infos + detalhadas recebem atenção, então 1x por mês enviamos um relatório mais rico em dados.

      Mas enfim, todo relatório é adaptável e se o cliente exige mais informações, não tem porque não inserí-las no relatório semanal.

      Valeu pela sugestão 😉

  4. Daniel Monteiro Tunado March 25, 2011 at 1:32 pm #

    Belo post
    através de relatorios de linkbuilding podemos tirar algumas conclusoes a respeito da efetividade de nossas técnicas, decidindo quais rumos devemos tomar
    Muito bom!

  5. Eduardo Storini March 25, 2011 at 1:38 pm #

    Parabéns pelo artigo!

    Eu utilizo uma planilha bem similar a essa para fazer o acompanhamento das aquisições de links.

    Porém gosto bastante de acrescentar um apelo mais visual, com gráficos analisando a relação entre requisitados e adquiridos, pra mim é uma métrica importante principalmente quando filtramos por aqueles tipos de links que é necessário a abordagem e negociação com terceiros, como Guests Posts.

    % de sucesso em negociações ajuda a determinar se o nosso modelo de abordagem está correto ou não, super válido para evitar erros futuros e corrigi-los em escalas menores.

    • Carol Ramalho March 25, 2011 at 3:30 pm #

      Oi Eduardo! =)

      Como respondido pra Renata, no nosso caso trabalhamos com esse apelo visual em relatórios mensais. Para os enviados semanalmente optamos por um relatório mais clean.

      O que você acha de compartilhar com a gente? Se é parecido com o modelo do artigo e mais visual, vai com certeza acrescentar valor ao post, o que acha? 😉

      E obrigada pelo elogio :)

  6. Paulo Andraus March 25, 2011 at 2:39 pm #

    Não faço muito link building, então o legal é que eu tenho pouca coisa a organizar.

    Muito bem escrito o post. Parabéns às meninas do SEO!

  7. leandro almeida March 25, 2011 at 6:42 pm #

    Além do excelente conteúdo ainda ganhamos uma planilha?! =D

    Parabéns!!

  8. Klaus Junginger March 25, 2011 at 10:42 pm #

    Meninas,

    é muito massa topar com posts do tipo “pastel de feira”, fresquinho, e cheio de conteúdo.

    Let´s rock

    @Computerklaus

  9. Vava March 26, 2011 at 9:49 pm #

    Este tipo de dica é o que está faltando. Fácil e eficaz, parabéns e obrigado por compartilhar!

  10. nuno ribeiro March 28, 2011 at 1:58 pm #

    Oi,

    Muito bom o seu artigo.
    Só para acrescentar que para relatório de link building uso a ferramenta Link Assistant. Não é muito cara 99€ mas dá um conjunto enorme de dados relativos a cada back link.

  11. Alex Pelati August 12, 2011 at 11:36 am #

    Carol,

    Muito bom esse artigo, apresenta um passo-a-passo eficiente para controlar e monitorar as ações de link building.

    Parabéns!

    • Carol Ramalho August 12, 2011 at 11:58 am #

      Opa, valeu Pelati!

      Que bom que gostou :)

      Abs ^^

  12. Daniel Vieira October 17, 2011 at 3:42 pm #

    Muito bom o post! Parabéns.

    Eu estava hoje mesmo em busca de uma forma de administrar meus links e gerar relatório para o cliente.

    Já estou utilizando desde já esse esquema seu.

    Obrigado por compartilhar esse tutorial tão completo e eficiente.

    Abraço
    @DanielVieira7

  13. Carol Ramalho October 18, 2011 at 8:33 am #

    =)
    Que bom que te foi útil, Daniel!
    Volte sempre.

    Abs!

  14. Amanda Santos April 12, 2012 at 2:23 pm #

    Olá,
    Sei que faz tempo o post…
    mas será que você poderia me enviar esta planilha também?

    Obrigada!!

    • Carol Ramalho April 12, 2012 at 3:20 pm #

      Oi Amanda :)

      No final do post tem o link para download do modelo, é só baixar 😉

      Até mais e obrigada pela visita!

  15. Klaylton Fernando October 9, 2012 at 8:54 pm #

    Uso uma planilha um pouco semelhante a essa, no entanto, tenho a necessidade organizacional muito grande. Se puder, envia pra mim também, será de grande valia.

    Desde já, agradeço!

    • Carol Ramalho October 9, 2012 at 9:44 pm #

      Oi Klayton,

      a planilha tá disponível pra download no final do post :)

      Obrigada pela visita!

      Até mais,
      Carol

Deixe um comentário