10 mitos de SEO que escutei por ai

15 Jun

A idéia dessa lista de Mitos de SEO surgiu após uma reunião com um desenvolvedor. Escutar teorias de quem acha que entende de SEO, e jurar de pé junto que está certo e você está errado é deprimente. Mas como eu não posso sair dando socos por ai pra “desestressar”, preferi escrever esse artigo com o que eu escutei recentemente e outros que podem ser frequentes entre clientes, desenvolvedores e até mesmo empresas prestadoras de serviços SEO que prometem coisas em cima da ignorância do cliente.

Tentei encontrar uma ordem do menos ruim pro pior, mas não consegui. De qualquer forma, seguem 10 Mitos de SEO.

1. Mais de 65 caracteres no título não vão punir o seu site

Tem gente que não ultrapassa os 65 caracteres do título do site com medo de levar uma punição do Google. O problema não é esse. O problema é que quando você usa mais de 65 caracteres no título da sua página, ele vai aparecer cortado no snnipet do mecanismo de busca com reticências.

Mas tome cuidado! O seu site pode ser punido se você fizer spam de palavras/termos-chave no título ou fizer uma redação em um lugar que é reservado para poucos caracteres. Veja o código desse péssimo exemplo.

Péssimo title e description

Título não é parágrafo, ok?!

2. Escrever mais de 150 caracteres na meta description também não vai punir sua página

É a mesma coisa do título, o único problema é que vai aparecer cortado no snnipet. Evite spam e tenha bom senso, caso ultrapasse esse limite.

Print snnipet SEO

3. PageRank não é fator de rankeamento

Uma das coisas que faz o PageRank aumentar são os links que aquela página recebe, e com isso, pode-se achar que, a página só está em uma posição melhor porque o PR é alto e na verdade, o que pode estar influenciando são os links que a página recebe.

Page Rank

4. PageRank não é o mesmo para o site todo

Escutei que o PR era o mesmo valor para o domínio/subdomínio e não por página. Mas, se fosse por domínio ou subdomínio não se chamaria “SubdomainRank” ou “DomainRank”?!

Cada página possui um valor de PR diferente da outra. Por exemplo, o R7 (jabá mode on). A home de Entretenimento do R7 possui PR 5 enquanto a página de Fotos de Famosos, no mesmo subdomínio, possui PR 4. E acontece a mesma coisa com todas as páginas. A home do R7 tem PR 6, enquanto cada uma das outras páginas possui PR 0, 1, 2…. e por ai vai.

Pra verificar PageRank, no Chrome e no FireFox eu uso a extensão SEO Quake.

5. SEO não dá resultado do dia para noite

É comum clientes ficarem desesperados para aparecer na primeira posição do Google logo no dia seguinte do começo das estratégias de SEO. CALMA! Não é assim. Antes de tudo, antes de vender SEO, explique ao cliente como que funciona o algoritmo e quanto tempo pode demorar. Algumas coisas podem acontecer em menos de uma semana, porém outras não menos de dois meses. Então deixe isso bem claro para que ele não cancele o contrato ou te deixe louco.

6. SEO não são só meta tags

Meta tagsAinda tem gente que acredita que SEO são títulos, meta descriptions e meta keywords. Não é bem assim faz tempo! Aliás, algum dia foi só isso?!

SEO vai muito além das meta tags e do onpage. SEO tem análises, tem links, tem campanhas off line, tem mudanças de algoritmos. Não espere uma posição satisfatória fazendo apenas o “default”. Pode parecer bom no começo, mas se seu concorrente está mais antenado que você, dificilmente você vai ter uma posição melhor que a dele nos resultados de buscas.

Então, estude SEO constantemente e teste novas estratégias sempre!

7. Não existe livro falando como o algoritmo do Google funciona

Em um dia de sol, alguém me disse:

“Eu tenho um livro que explica como que funciona todo o algoritmo de busca do Google”.

Nesse dia, a minha vida mudou e fiquei rica!! Bwahahaha!!!!Bwahahaha

Icso non ecziste!” – como diria Padre Quevedo.

Comentei com o Pedro Dias de como eu ia ficar rica e ele se ofereceu pra ficar rico junto comigo. Mas como sou muito egoísta recusei a proposta, mas mesmo assim ele me recomendou alguns links de patentes e white papers pra ajudar no meu novo caminho. Quem quiser me seguir, deem uma olhada também.

8. Ninguém pode prometer a primeira posição do Google

E se prometerem, sái fora! Essa pessoa com certeza não tem noção do que é SEO. A não ser é claro que ela te prometa a primeira posição para o nome da sua própria marca. (#troll)

Não tem como prometer a primeira posição do Google

  • porque seu concorrente faz SEO há muito mais tempo;
  • porque a palavra-chave que você quer aparecer em primeiro, é muitíssimo concorrida e tem portais muito mais fortes que o seu;
  • porque o conteúdo dos seus concorrentes são ótimos

e por vários outros motivos. Prometer melhoria de posicionamentos é válido sim, mas prometer primeira posição sem saber com o que vai lidar, é complicado!

9. Só quem paga no AdWords consegue posição melhor no Google

Nem no AdWords isso acontece, desde que a campanha seja muito bem feita, é claro. Mas isso depende de uma continha que o Google faz entre o CPC e o índice de qualidade da palavra, e não quem paga mais.

Mas pagar para aparecer na busca paga não tem nada a ver com a busca orgânica. Pode ajudar na divulgação do site, mas se você não tem um conteúdo bom o suficiente para ganhar boas posições na busca orgânica, não é a busca paga que vai te ajudar a conseguir isso.

10. O Google Analytics não é pago

Quando digitado no Google “quanto custa o Google”, a terceira opção que aparece é “Quanto custa o Google Analytics”.

Quanto custa o google

Acredite, ele é gratuito!

Você não paga nada para usá-lo, mas:

“a versão gratuita é limitada a 5 milhões de exibições de página por mês; no entanto, os usuários com uma conta do Google AdWords ativa recebem monitoramento de visitas ilimitado”

Trecho do fórum de ajuda do Google Analytics. Espertinhos né ($$).

Desde que você não seja dono de um portal de notícias ou de um e-commerce com um milhão de produtos, eu nem me preocuparia com isso.

Finalizando….

Nesse artigo eu coloquei um pouco da minha história de SEO e umas ou outras que andei escutando por ai. E você? Já ouviu alguma coisa sobre SEO que te fez querer rir muito da pessoa ou chorar? Deixe nos comentários! 😉

ps.: obrigada aos queridos amigos Kaiserlino pelo décimo mito e a Bia Arnold por tirar minhas dúvida de AdWords.

ps².: Créditos da foto de destaque astrodice – glittery ones of course



57 Comentários to “10 mitos de SEO que escutei por ai”

  1. Areta do Bem June 15, 2011 at 1:15 pm #

    Muito bom Cleo!

    Achei simples, direto e divertido seu post! Me lembrou um pouco sua palestra no CoéSEO!

    Bjo!

  2. Thiago Leite June 15, 2011 at 1:29 pm #

    Muito bom!!

  3. Victor SEO June 15, 2011 at 2:07 pm #

    Hehe, é cada absurdo…
    Eu vou confessar aqui que caí no ebook com 32 segredos de otimização que vinha com um gerador de meta tags que aumentava o pagerank. Não posso esquecer do trojan que veio junto.
    Excelente post, exemplifica a parte ruim do SEO nosso de cada dia.

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 2:17 pm #

      hahahaha Esse merecia ir pros top 10 também. Quem sabe não rola um Mitos de SEO parte 2.

  4. Kaiserlino June 15, 2011 at 2:24 pm #

    uihauihauiha
    e eu achei que a minha era a pior…
    tá cada vez pior…

  5. Eduardo Storini June 15, 2011 at 2:29 pm #

    Excelente artigo Cleo, sempre bom a gente se divertir um pouco as notícias que rolam pela internet.

    Eu ainda acrescentaria mais um item que sempre escuto:

    “Que a gente tendo mais visitas no Google Analytics, conseguimos aumentar o posicionamento no Google.”

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 2:50 pm #

      Boa!!! Eu vou acabar fazendo um Parte 2 desse artigo. haha

      Obrigada Edu. =)

  6. @Mario_luan June 15, 2011 at 2:43 pm #

    Como em qualquer outra área, este tipo de coisa sempre existirá. O fóda e perceber como as pessoas deixam de consultar os próprios fóruns de ajuda do Google para analisar se é verdade ou não.

    Já ouvi uma coisa do tipo: “O nome do meu domínio é minha marca, logo ficarei sempre nas primeiras posições.” #Fóda!

    Aproveitando a menção de title e meta tags, consegui um print de um resultado com mais caracteres doq o normal – http://goo.gl/MREbH

    See ya 😉

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 2:52 pm #

      Eu acho que o maior problema é a preguiça mesmo. Por isso as pessoas acabam acreditando em qualquer coisa.

      O link não funcionou =(

      😉

  7. Marcel Mouta June 15, 2011 at 2:53 pm #

    Boa, Cleo!

    E aquele amigo que tem o telefone do Google e consegue pedir para colocar a página em primeiro?

    Uma vez comentaram o seguinte: Como você quer escolher títulos, descrições e, principalmente, sobre a criação de conteúdo, se você não é jornalista?

    Parabéns!

  8. tony kaique June 15, 2011 at 2:59 pm #

    Outro mito, que o Ariel Lambrecht citou esses dias no Twitter foi, com as palavras dele: “É triste ver tanto profissional dizer que mencionar sua marca na internet (sem link) influencia nos rankings”.

    Ótima postagem, abraços.

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 3:06 pm #

      Hhahaha anotado para o Mitos de SEO parte 2.

      Obrigada Tony ^^

  9. Cleo Morgause June 15, 2011 at 3:05 pm #

    hahahah com esse são mais 4 mitos a mais.

    Mais 6 e temos mais um post aqui no blog.

    Obrigada Marcel =)

  10. Weverton Naves June 15, 2011 at 3:44 pm #

    Essa parte é a mais difícil de explicar para o cliente: “Ninguém pode prometer a primeira posição do Google”.
    A primeira reação é aquela cara de “vc não garante seu trabalho?”. Ainda bem que depois de algumas conversar e explicando o funcionamento do processo o cliente acaba por entender.

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 3:51 pm #

      Já me pediram uma proposta e depois que eu enviei perguntaram se eu não conseguia garantir pelo menos a primeira posição no Google. Eu quase ri na cara do cliente. Ai expliquei que não tinha como prometer isso porque eu não avaliei a concorrencia, nem o nicho de mercado. A única coisa que podia prometer era ganho de posicionamento. Depois disso assinaram o contrato comigo. =)

      • Alexandre September 14, 2011 at 11:00 am #

        Em meus trabalhos, analiso o concorrente, principalmente pelo código fonte, meus primiros movimentos são copiar as estratégias utilizadas pelos melhores posicionados. Por fim, links building…

        • Cleo Morgause September 14, 2011 at 11:03 am #

          Tem muita gente que esquece dessa parte de benchmarking. A gente descobre verdadeiros tesouros. E linkbuilding não tem como ficar sem.

          Obrigada pelo comentário 😉

  11. Vinicius Castro June 15, 2011 at 4:39 pm #

    Muito bom o artigo, abordagem excelente!

    Parabéns para todas do blog 😉

    Cleo, essa parte aqui do post:

    “Escutei que o PR era o mesmo valor para o domínio/subdomínio e não por página. Mas, se fosse por domínio ou subdomínio não se chamaria “SubdomainRank” ou “DomainRank”?!

    Sei que já li que na verdade o nome Page Rank não tem nada haver com o termo “Page” e na verdade vem do sobrenome do criador Larry Page.

    Isso é real ou outro mito?

    No próximo post poderia entrar algum mito sobre BH neh ?!

    Abraços

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 4:53 pm #

      É real. O Fábio Ricotta me falou mais cedo, ai eu decidi separar essa pra parte 2 dos Mitos de SEO. O problema é que eu não encontrei nenhum artigo falando disso. =/ ai vou ter que fazer uma pesquisa.

      Qual mito de BH??? Conhece algum??? Eu não me lembro de nenhum agora, mas vou pensar nisso ok?!

      Obrigada 😉

  12. Glayton Caixeta June 15, 2011 at 4:49 pm #

    Excelente artigo. me diverti.
    Existem também as pessoas que prometem tudo em SEO e ainda de brinde cadastram seu site em mais de 2k de buscadores, rsrs

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 4:54 pm #

      Tem cadastro em diretórios também. Vou colocar na segunda parte do artigo 😉

      Obrigada Glayton.

  13. Carlos Vinicius June 15, 2011 at 5:11 pm #

    Não sei se estou falando bobagem, caso eu esteja por favor me corrija, mas o item 8 creio que cabe acrescentar também como critério de classificação o histórico do usuário (caso ele esteja logado) e todas as outras informações que o Google guarda de todos nós.

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 5:23 pm #

      Eu acredito que o critério de avaliação do usuário não influencie no resto. Por exemplo, quando eu estou logada, sempre que eu faço uma busca para palavras mais genéricas, nos meus resultados sempre aparecem páginas do R7. Mas isso acontece porque eu faço muito testo com o portal. Mas, o que eu tenho no meu google quando estou logada, não é a mesma coisa que para outro usuário e eu acho que isso não influencia muito a favorecer as páginas.

      É isso? Ou interpretei errado o que você disse?

      • Alexandre September 14, 2011 at 11:16 am #

        O que o Carlos citou é muito importante hoje em dia. Li uma reportagem no SEOMoz que o usuário vai ser uma das métrica, ou seja, a relevância dás páginas serão cruzadas com informações sobre o usuário, informações como: páginas em cachê do computador, localização geográfica, informações culturais e etc…
        Só para exemplificar: quando vou analisar alguns resultados, primeiro realizo sem limpar o meu cachê do Internet Explorer, e depois faço a mesma pesquisa limpado o cachê do Internet Explorer e os resultados se alteram.
        No próprio site da Google, já tem uma opção para alterar sua localização quando tu fazes uma pesquisa.

        Esse é um dos principais motivos de não se garantir a primeira posição e até mesmo a primeira página.

  14. Hudson Henrique Schmidt June 15, 2011 at 5:35 pm #

    Muito bom seu artigo, mais um para desmitificar os anúncios (faço seo te deixo em primeiro no google).
    Muitos itens importantes voce citou, parabens pelo artigo.
    Só discordo (em partes) do iten número 9, venho fazendo testes com a ultima ferramenta que o google liberou para o analytics, “Multi-channel funnils” e nele venho verificando que pelo menos 1/3 das visitas vindas do adwords, retornam em pesquisas pela empresa na organica, isto provavelmente vai elevar minha taxa de clique organica, me dando uma mão (não que seja um super fator) para subir alguns lugares na SERPs.

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 5:39 pm #

      Isso vai variar de caso pra caso. O que tentei deixar bem claro é que, não é porque tem conta no AdWords, que vai aparecer nas organicas. Tem muito cliente que pensa assim, vou fazer campanhas e vou aparecer no google, mas não é verdade.

      Mas quando o AdWords é bem feito, isso ajuda, como no seu caso.

      Obrigada pelo comentário 😉

  15. George Harrison June 15, 2011 at 7:00 pm #

    Esse artigo foi demais…
    Eu já passei por tudo isso que você comentou Cleo…
    É impressionante como ainda tem clientes que visito e me falam que “Tal empresa veio aqui e me disse que vou ficar na primeira posição do Google” eu fico indignado com esses absurdos…

    Parabéns pelo artigo
    @seo_harrypotter

    • Cleo Morgause June 15, 2011 at 7:04 pm #

      Dá vontade de falar uma coisa sem educação né.. hahahah

      Obrigada George =)

  16. Reinaldo Nascimento June 15, 2011 at 8:28 pm #

    Bom post Cléo, mas cuidado ao afirmar “coisas” a respeito do Google onde verdades não costumam durar muito. Aj, e não fica chateada com desenvolvedores não, normalmente somos seres incompreedidos.

    😉 Ósculo

    • Cleo Morgause June 16, 2011 at 11:20 am #

      Ahh eu era desenvolvedora. O problema são esses que se acham estrelinhas demais.

      Obrigada pelo comentário 😉

  17. Leonardo Diogo Silva June 15, 2011 at 10:34 pm #

    Parabéns pelo post, de fato muitos mitos foram desvendados aqui para o pessoal que está iniciando.

    • Cleo Morgause June 16, 2011 at 11:20 am #

      Tomara. Já estou montando a segunda parte. Semana que vem sai =D

  18. pCesar June 16, 2011 at 3:56 pm #

    Muito bom o post, realmente tem coisa muita descabida e que dá pra no minimo achar engraçado xD

    • Cleo Morgause June 16, 2011 at 4:15 pm #

      pois eh.. por isso que hoje eu sou rica.. afinal eu tenho o livro com o algoritmo do google neh… hahah

      obrigada pelo comentário 😉

  19. Carlos José June 16, 2011 at 4:02 pm #

    Parabéns Cleo, muito bom o seu post. Não da para dizer qual desses mitos e dos que virão que chama mais a atenção, pois aparece cada um..

    É como diz a música: ‘Vou te contar, os olhos já não podem ver…..’ rsrsrs

    No aguardo de mais mitos para a série 😀

    Sucesso!

    Forte abraço.

    @cajuze

    • Cleo Morgause June 16, 2011 at 4:16 pm #

      Obrigdada Carlos. E se souber de algum mito, me avise pra colocar no próximo post 😉

  20. Gabriela June 22, 2011 at 8:54 am #

    Muito bom artigo! Realmente é difícil explicar para o cliente que esse trabalho é progressivo e que os resultados não são imediatos, infelizmente como tem maus profissionais oferecendo serviços mirabolantes esse convencimento se torna mais difícil ainda.
    Bjs,
    Gabi Mizarela

  21. Rodrigo June 24, 2011 at 9:14 am #

    É bom lembrar dois itens também para SEO:
    O Endomarketing, ou seja, pedir contribuição dos colaboradores da empresa para que eles proliferem o site através de suas redes de contatos, aumentando à exposição e consequentemente a quantidade de visitas (um dos fatores importante para SEO funcionar evidentemente).

    O outro é o investir em marketing viral, como por exemplo, participando de fórum e deixando uma assinatura com o endereço do site, visitando blogs do assunto e fazendo um post pago, dentre outros meios.

  22. Welington Veiga June 24, 2011 at 2:01 pm #

    Ótimo Texto, até deixei o conforto do Google Reader pra comentar!

  23. Fabio Oliveira July 8, 2011 at 1:32 pm #

    Oi Cleo,

    excelentes pontos que mais parerem um faq… rs!
    Parabéns!

    Sobre sua aplicação é muito importante “e cada dia mais” tornarmos conteúdos menos mascarados por códigos e tags, deixando-os vistos nas páginas… Só assim traremos conteúdo relevante “de verdade”, pois lê-se o que vê.
    E SEO deveria(…) ser pesquisa antropológica, socio e psico, rs.

    Até…

  24. Everton Cesario July 9, 2011 at 5:59 am #

    Eu vejo da seguinte forma, quem diz que o Google ta explicado num livro, esse ai você pode dar muita risada… Usar técnicas de SEO é necessário e elas são só coisas básicas como leis para manter a internet com sua saúde perfeita.

    Já vi amigos meus com seus sites punidos, e eles usavam técnicas black hat por meses beirando a 1 ano. Mesmo que eu veja, eu não denuncio ao Google, deixo ele mesmo descobrir, porque já tive site de clientes meus em que trabalhei e que foram punidos e eu tinha uma ligação imensa com o site, sei a dor que é, não desejo para ninguém.

    Eu aconselho fazer SEO dentro dos padrões e diretrizes no Google. É como Deus diz na biblia, segue meus mandamentos que você viverá e eu te abençoarei, até a sua terceira… quarta… quinta geração. Assim é com o Google, fique dentro das diretrizes e terá minha confiança.

    Desculpa a analogia, mais Deus em primeiro lugar rsrs.

    Belo post… Abraço!

  25. João Paulo Motta Fonseca July 29, 2011 at 9:17 am #

    Ótimo texto Cléo! Muito bem estruturado, bem escrito, fácel de entender e com informações mais do que relevantes!! Mostrei até aqui no trabalho como exemplo de conteúdo bem feito para web!! Parabéns!!

    • Cleo Morgause July 29, 2011 at 2:52 pm #

      Obrigada João. Continue acompanhando o blog que sempre tem coisa boa por aqui.

      Abs.

  26. Felipe Moura July 29, 2011 at 3:47 pm #

    Parabéns Cleo, ótimo post é incrível como ouvimos esses comentários quase diariamente.

    • Cleo Morgause July 29, 2011 at 4:02 pm #

      Vou fazer a parte II. Acompanhe o SEO de Saia 😉 e obrigada

  27. Compras Coletivas August 10, 2011 at 10:44 am #

    Muito bom o post.

    Tem empresa que acredita que o profissional pode ser mágico também.

    O site é feito por alguém que assasina o código e depois a empresa espera que o Profissional de SEO faça milagres, então, não custa nada sugerir para o cliente fazer um site novo, caso o foco dele tenha mudado de “dono de site” para “dono de site com resultado”.

  28. Carlos Henrique Mora October 3, 2011 at 2:57 pm #

    Muito boas suas posições e considerações a respeito de SEO. O nome de seu domínio então, fantástico!
    Estas “verdadeiras mentiras” que dizem por aí, do que são capazes de fazer estes grandes técnicos SEO realmente nos levam a pensar….Em tempo, mais uma….Eu sou amigão do Sergey Brin e do Larry Page. Sei tudo do Google. Você não acredita??? Dorme com este barulho.

  29. Leonardo November 10, 2011 at 2:27 pm #

    Muito gente acha que se um site/blog tiver muitas visitas o PageRank aumenta.

    Claro que com mais visitas mais pessoas tendem a te linkar mas sem isso acredito que não aumente, não sei direito, comecei estudar SEO faz pouco tempo.

  30. Diogo A. A. Cata Preta November 17, 2011 at 4:15 pm #

    Parabéns pelo post.
    Cheguei no seu site por acaso mas adorei a forma que você escreve. Vou te adicionar no meu iGoogle para acompanhar os seus posts.

    Bjus.

  31. Wesley Gonçalves December 5, 2011 at 1:10 pm #

    Ótimo post!

    Creio que depois dele muitas pessoas abandonaram seus mitos sobre SEO.

    😉

  32. Renato Mendes March 8, 2012 at 10:52 am #

    Artigo perfeito!
    Váriosssssssssssss donos de agências de publicidade deviam ler este conteúdo!

    pode replica-lo e te colocar como fonte?

  33. Allan Alexandre June 11, 2012 at 5:35 pm #

    Paranbéns Cleo.. ótimo artigo! :)

  34. Urso November 23, 2013 at 5:34 am #

    Um sub domínio interfere no posicionamento do Alexa.com?
    por favor, responda por e-mail.

Trackbacks and Pingbacks

  1. SEO » 10 mitos de SEO que escutei por ai | SEO de Saia | Rede SEO - June 25, 2011

    […] ai | SEO de Saia Este artigo foi publicado automaticamente via feed Rss, Avalie, vote ou comente Fonte A idéia dessa lista de Mitos de SEO surgiu após uma reunião com um desenvolvedor. Escutar […]

Deixe um comentário